PetLog

pré-incubada

Descrição da Empresa:


Startup potiguar lança rede social para amantes de cães


Com o objetivo de criar uma comunidade exclusiva para tutores de cães, a PetLog – empresa vinculada à incubadora do Parque Tecnológico Metrópole Digital (Metrópole Parque) – desenvolveu o primeiro aplicativo brasileiro a conectar, por geolocalização, os apaixonados por cachorros.

Em formato de rede social, a plataforma, que recebe o mesmo nome da empresa, permite que os usuários sejam noticiados sobre eventos para pets e marquem encontros presenciais com outros tutores. Além disso, a mídia social também permite o registro e o compartilhamento de momentos dos usuários com seus animais de estimação.

“Queremos criar uma comunidade pet onde as pessoas possam conhecer e interagir com outros tutores de cães, marcar e participar de encontros pets, registrar e compartilhar corridas com o animal, entre outras ações”, comenta o CEO da empresa, Pedro Vasconcelos.

Para isso, o aplicativo pede acesso à localização do usuário para que seja possível conectá-lo a outros tutores, considerando, por exemplo, a raça de seu cão e os eventos pets que por ventura estejam acontecendo próximo a ele.

“A ideia é que o usuário sempre saiba o que está acontecendo na região em que mora e que ele se torne mais participativo dentro da comunidade pet”, explica Pedro Vasconcelos.

De acordo com o CEO, o público-alvo da PetLog são os apaixonados por pets, especialmente cachorros. Esse fato aumenta consideravelmente o seu nicho de mercado, visto que, no Brasil, o número de criadores de cães chega a 52.2 milhões, segundo a Pesquisa Nacional de Saúde de 2013, divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

PetLog

A ideia para a criação do aplicativo PetLog surgiu em 2020, durante uma maratona de programação da qual participaram os atuais integrantes da empresa. No início de 2022, a startup entrou para o programa de pré-incubação da incubadora do Metrópole Parque, dando início ao desenvolvimento da plataforma.

“Eu sempre fui muito apaixonado por cachorros, atualmente sou tutor de dois, e sempre quis trabalhar com esse tema. Durante uma maratona tecnológica, sugeri ao time que desenvolvêssemos uma rede social para cães porque, como entusiasta, eu sentia falta disso. Assim, desenvolvemos a primeira versão do aplicativo, atingimos muitos usuários e notamos que existia uma oportunidade de negócio”, explica Pedro Vasconcelos.

Atualmente, o aplicativo está em fase de acabamento de sua segunda versão e, em maio de 2022, será disponibilizado nas lojas de aplicativos para Android e iOS. No futuro, a empresa pretende ampliar o atendimento da plataforma para tutores de gatos e outros pets.

Mais informações podem ser acessadas no site.


Contatos:

Sala: A408

https://petlog.me/